A Onda dos Proteína Maníacos

A Onda dos Proteína Maníacos

O que dizem os estudos científicos?

– Para determinar se a quantidade de proteína era importante para hipertrofia, Longland T, e cols (2016), realizaram um estudo controlado comparando a ingestão proteica de 1,2 g/kg/dia versus 2,4 g/kg/dia, em jovens saudáveis e treinados, por 4 semanas. Verificaram, que a maior quantidade, foi eficaz no maior aumento de massa magra.

– Seguindo o raciocínio quantitativo, Antonio J, e cols (2014), realizaram um estudo randomizado, placebo controlado, comparando ingestão proteica de 1,8 – 2 g/kg/dia versus 4,4 g/kg/dia, durante 8 semanas em jovens saudáveis treinados. Como resultados, não viram diferenças em massa magra, massa de gordura, % de gordura e peso corporal.

– Como síntese de evidências, Morton R, e cols. (2018) realizaram uma revisão sistemática com meta análise de dados, de 49 estudos randomizados controlados, para verificar a influência da quantidade proteica na hipertrofia. Como resultados, verificaram que acima de 1,62 g/kg/dia, não houve diferença significante no acréscimo de massa magra.

– Assim, em amplo olhar, e concordante com a maioria das recomendações de entidades científicas e esportivas, para a maioria dos que procuram hipertrofia através da musculação, uma ingestão de aproximadamente 2 g/kg/dia de proteínas, é suficiente para máximos ganhos musculares, devendo o restante calórico, ser distribuído nos dois outros grupos de macronutrientes (gorduras, carboidratos), ajustando o volume calórico pretendido.

LEIA MAIS:Anabolismo terapêutico: porque ganhar massa muscular e força


E ai, conhece alguém que é proteína- maníaco?

Marca ele (a) aqui nos comentários!



Dr Lucas Caseri
CRM-SP 117441
Medicina Esportiva RQE 82784
Fisiatria RQE 82785

Refs.

– Longland T, et al. Am J Clin Nutr 2016, 103 (3): 738-46.

– Antonio J, et al. JISSN 2014, 11:19.

– Morton R, et. al. Br J Sports Med 2018, 52: 376-384.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Pesquisar

Postagens recentes

Gestrinona e Menopausa: Explorando a Incerteza Androgênica

Desvendando a Testosterona Baixa: Desafios na Menopausa Feminina

A relação entre hormônios e o envelhecimento

A relação entre hormônios e o envelhecimento

Oxandrolona é esteróide de mulher

Oxandrolona é esteróide de mulher?

hipogonadismo masculino

Tratamento do Hipogonadismo: Abordagem Prática

Hipogonadismo e Saúde Hormonal: Um Guia Completo

Hipogonadismo e Saúde Hormonal: Um Guia Completo

logo.png

Digital School Ltda. | Av do Contorno, 5823 sala 1005 - Belo Horizonte MG - Brasil | CNPJ: 32.532.108/0001-11

2024 © lucascaseri.com.br. Todos os Direitos Reservados.